Vírus e malwares: diferenças, cuidados e seus piores exemplos!

01
Existem vários tipos de malware (aplicativos mal intencionados), e alguns deles não são tecnicamente um vírus. O blog desse site reune uma série de textos sobre os três tipos de malware. Baseado na informação obtida nele, falarei sobre os três tipos de ameaça neste artigo.

Vírus

Um vírus biológico é um pequeno agente infeccioso que se multiplica dentro de várias células de organismos vivos. Da mesma forma, vírus de computador são programas que se multiplicam e substituem arquivos inocentes com cópias dele mesmo ou apenas aumentam estes arquivos existentes e os corrompem. O ato de clonar com sucesso uma cópia do vírus para outro arquivo existente é denominado infecção.

Worms

Worms são mais autônomos que vírus. Como os vírus, worms também se multiplicam, com a diferença de que eles tem como foco infectar a rede do computador e assim se expandirem para outras máquinas. Muitas pessoas equivocadamente se referem a Worms como uma espécie de Vírus por também danificarem a máquina. Entretanto, os dois são ameaças distintas. Worms são auto-suficientes e não necessitam de expansão para programas existentes como os vírus. Além disso, enquanto vírus corrompem arquivos, worms corrompem redes inteiras e consomem a conexão do usuário.

Trojans

Diferente dos Worms e dos Vírus, Trojans não se multiplicam uma vez dentro de uma máquina. Como a lenda grega que originou o termo, eles se infiltram na máquina como um software legítimo e uma vez infiltrados dão acesso privilegiado ao invasor. Trojans são famosos por criarem a chamada “backdoor” no computador das vítimas, uma espécie de porta dos fundos para usuários mal intencionados que querem roubar informações como cartão de crédito, senhas, etc. Os invasores ainda podem executar funções que assustam o usuário, como abrir o driver de CD ou mexer no cursor do mouse.
Os mais famosos do mundo

1- Vírus Melissa

02
O vírus ficava dentro de um arquivo chamado list.doc que tinha senhas para diversos sites pornográficos. Assim que a vítima abria o arquivo no Word, um macro era iniciado e se enviava por e-mail para as 50 primeiras entradas da lista de e-mails local.

2- Worm MyDoom

03

O MyDoom foi o worm que se expandiu mais rápido no mundo todo. De acordo com a empresa britânica de antivírus MessageLabs, 1 em cada 12 e-mails recebidos pela firma continha o worm. Eram mais de 100 mil e-mails infectados por hora!
3- Storm Worm

04

O Storm Worm Trojan foi uma ameaça que aconteceu em 2007 e muitos usuários jamais esquecerão. O trojan vinha em e-mails com título “230 mortos em tempestade na Europa” ou “FBI vs. Facebook”. Após abrir o anexo, o Storm começava a funcionar e implantava um processo chamado wincom32 que passava informações para o computador infectado. Todos os computadores infectados se tornavam “zumbis” que participavam de uma enorme rede de transferência de arquivos de máquinas escravas. Todas as máquinas trabalhavam juntas e eram controladas com o intuíto de infectar o mundo todo.

Caique Apolinário

Apenas mais um colaborador, trazendo algo que talvez voces leitores, gostem. Comentei ai !

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Solve : *
29 − 15 =